sábado, 28 de janeiro de 2012

Louis Feuillade (1873/1925)



Assim como os irmãos Lumiére e Georges Méliès, Louis Feuillade era francês, tendo nascido em Lunel. Já na adolescência, ele se interessou por literatura e criou diversos enredos de vaudeville, chegando a escrever sobre touradas, em jornais locais.

Aos doze anos (1885), Louis foi enviado por seus pais a um seminário católico que, acredita-se, influenciaria a sua obra, mais tarde. Abaixo, quadro de Jean-Paul Laurens, de 1879, Freeing of the Imprisoned of Carcassone:


Entre 1891 e 1895, Louis prestou o serviço militar e, ao final deste, se casou com Jeanne-Leontine Jaujou. Em 1902 foi para Paris, buscando o sucesso literário, e sofrendo com a miséria.


Em 1905, ele apresentou roteiros para Léon Gaumont (1864/1946), que os comprou, e convidou Louis para dirigi-los, ele mesmo. Mas Feuillade recusou, por medo de não ter dinheiro para sustentar a família (naquela época, o cinema ainda não era um negócio lucrativo).


No ano seguinte, porém, ele começou a se arriscar e em 1907 foi nomeado Diretor Artístico de Gaumont, com quem trabalhou até 1918. Nesse período, calculou ter realizado cerca de 800 filmes (a maioria com média de 10 minutos de duração). 


De todos, os mais famosos foram os de séries: Fantomas, Les Vampires e Judex


1) Fantomas: foram cinco episódios realizados entre 1913 e 1914, tendo o ator René Navarre no papel principal:




Você pode ver um dos episódios (Al Ombre dela Guillotine - 1913), aqui:


http://www.youtube.com/watch?v=5pzKgAdOsmE&feature=fvsr


2) Les Vampires: é uma série de dez episódios, realizada entre 1915 e 1916. Trata de uma gangue denominada Les Vampires. Em novembro de 1915, Paris amanheceu repleta de cartazes como este:




Os jornais também mostraram pistas, em forma de poema:



Das noites sem luar são reis, 
a escuridão é o seu reino. 
Carrying terror da morte e semear 
os Vampiros escuro voar, 
com asas de camurça grande, 
pronto não só para fazer o mal ... mas para fazer ainda pior.

A única referência realmente "vampírica" da série é o bale realizado por Stacia Napierkowska:

video

Mas quem ficou famosa foi a atriz Musidora (1889/1957). Nascida Jeanne Roques, Musidora fez o papel de Irma Vep, a estrategista dos "vampiros":


3) Judex: série de doze episódios, realizada em 1916. Judex era um herói, criado por Feuillade para contrapor Fantomas e Les Vampires, que glorificavam os criminosos. O personagem antecipou o advento dos super heróis, pois tinha uma base secreta, nome de herói (Judex é juiz, em latim), lutava e era mestre em disfarces. Seu nome era Jacques de Tremeuse e era vivido pelo ator René Creste. Musidora era Diana Monti, líder de uma quadrilha e Yvette Andréyor era Jacqueline Aubry, por quem Judex se apaixonava.


Abaixo, René (Judex) e Yvette (Jacqueline):


Nenhum comentário:

Postar um comentário