domingo, 26 de junho de 2011

Pequena História do Cinema - Parte 4

Após vermos 15 nomes dos primórdios do Cinema, vamos ver mais 15:

16) Victor Fleming (1889/1949): Diretor de cinema norte-americano, Fleming ficou famoso por dois filmes que dirigiu, em 1939: O Mágico de Oz e ...E o Vento Levou. Mas ele já dirigia filmes desde a década de 20 e trabalhou nessa posição até 1948, quando realizou Joan of Arc, com Ingrid Bergman.


17) Charlie Chaplin (1889/1977): ator inglês que fez sucesso nos EUA, Charles Spencer Chaplin foi o criador do Carlitos, personagem constante na maioria de seus filmes. Se fizermos uma lista dos maiores sucessos do Cinema, em todos os tempos, vários serão dele: O Garoto (1921), A Corrida do Ouro (1925), Luzes da Cidade (1931), Tempos Modernos (1936), O Grande Ditador (1940) e Luzes da Ribalta (1952), entre outros. Seus filmes criaram polêmica, e ele foi "expulso" dos EUA, passando a residir na Suiça, onde morreu, no Natal de 1977.


18) Stan Laurel (1890/1965): ator inglês, que formou com Oliver Hardy (ver abaixo), uma das maiores duplas cômicas da História do Cinema: O Gordo e O Magro. Stan Laurel nasceu na Inglaterra mas, assim como Charles Chaplin, fez sucesso nos EUA em mais de 60 filmes (1917 e 1928), antes de formar a famosa dupla.


19) Groucho Marx (1890/1977): Julius Henry "Groucho" Marx foi o mais conhecido dos Irmãos Marx (os outros eram Gummo, Zeppo, Chico e Harpo). Ele fez 26 filmes, sendo 13 com seus irmãos Chico e Harpo: Monkey Business (1931), A Night At The Opera (1935), e outros. Na carreira solo, podemos destacar Copacabana (1947, onde trabalhou com Carmen Miranda) e The Story of Mankind (1957);


20) Oliver Hardy (1892/1957): Norvell Hardy nasceu nos EUA, e foi o Gordo, da dupla O Gordo e O Magro, que formou com Stan Laurel (o Magro). Entre 1914 e 1927, Oliver Hardy fez cerca de 270 filmes, e depois ainda fez mais 107 com Stan Laurel, entre 1927 e 1935.


21) Mary Pickford (1892/1979): Gladys Marie Smith nasceu em Ontário, no Canadá, mas viria a se tornar a "namoradinha da América", uma das primeiras (se não a primeira) estrelas de Hollywood. Casou com Douglas Fairbancks, outro ídolo das telas do cinema mudo, ajudou a criar a Universal Pictures e é considerada uma das estrelas mais famosas do cinema, por filmes como os cerca de 90 dirigidos por D. W. Griffith (entre 1909 e 1913), além de muitos outros, como Cinderella (1914), Madame Butterfly (1915), The Little American (1917), Pollyanna (1920), Ben Hur (1925), Coquette (1929, Oscar de Melhor Atriz) e Love Happy (1950), entre muitos outros.



22) Jack Warner (1892/1978): foi, durante 45 anos, a força por trás do nome Warner Bros Studios. Após a morte de seu irmão Sam Warner, Jack comprou as ações dos outros dois (Harry e Albert) e se tornou o "chefão". Era republicano, apoiou a "caça" aos comunistas e teve muitos dos astros de Hollywood em sua folha de pagamento.



23) Harold Lloyd ():

24) Mae West ():

25) Lilian Gish ():

26) John Ford ():

27) Jean Renoir ():

28) Pola Negri ():

29) Rodolfo Valentino ():

30) Buster Keaton ():

Pequena História do Cinema - Parte 3

Hoje, vamos conhecer algumas das pessoas que trabalharam nos primórdios do cinema:


5) Louis Feuillade (1873/1925): foi um grande Diretor da época do cinema mudo, tendo dirigido mais de 630 filmes, com destaque para as séries Fantômas, Les Vampires e Judex:


6) David Llewelyn Wark Griffith (1875/1948): um dos primeiros Diretores de Cinema, mais conhecido por D.W. Griffith. Seus dois filmes mais conhecidos são O Nascimento de Uma Nação (The Birth of The Nation, 1915) e Intolerância (Intolerance, 1916). Já escrevi anteriormente sobre ele: http://rogercinema.blogspot.com/2010/12/d-w-griffith.html (4 de dezembro de 2010)


7) Lionel Barrymore (1878/1954): o mais velho dos irmãos Barrymore (os outros dois foram Ethel e John), que criaram uma "família de artistas". Lionel trabalhou em vários filmes, a partir de 1911, entre os quais alguns dirigidos por D. W. Griffith. Mas seus maiores êxitos foram Grand Hotel (1932) e A Ilha do Tesouro (1934). Também incorporou o Dr. Gillespie, em 15 filmes (entre 1938 e 1947):


8) Tom Mix (1880/1940): Thomas Hezikiah Mix fez mais de 300 filmes, e é considerado o primeiro cowboy do cinema:


9) Mack Sennett (1880/1960): Michael Sinnott nasceu no Canadá, mas foi nos EUA que fez sucesso, com os chamados "filmes pastelão" (comédia). Foi um dos fundadores da Keystone, onde muitos astros começaram suas carreiras: Charlie Chaplin, Gloria Swanson Bing Crosby, entre outros.


10) Cecil B. DeMille (1881/1959): diretor de cinema, famoso por seus filmes grandiosos: Cleópatra (1934), O Maior Espetáculo da Terra (The Greatest Show on Earth1952) e Os Dez Mandamentos (The Ten Commandments1956). Cleopatra, de 1934, foi um de seus filmes mais picantes, com a atriz Claudette Colbert tomando banho e mostrando os seios. Exatamente neste ano, o Código Hays (Censura), começou a entrar em ação, com objetivo de "conter" esses "abusos".


11) John Barrymore (1882/1942): o mais novo dos irmãos Barrymore, e avô paterno da atriz Drew Barrymore, John fez alguns filmes famosos: Dr. Jekyll & Mr. Hyde (1920), Don Juan (1926), Grand Hotel (1932) e Jantar às Oito (Dinner at Eight, 1933), entre outros.


12) Lon Chaney (1883/1930): grande ator de cinema mudo, ficou conhecido como "o homem das mil faces", pela facilidade que tinha em "mudar" sua fisionomia. Fez personagens inesquecíveis, como O Corcunda de Notre Dame (The Hunchback of Notre Dame1923) e O Fantasma da Ópera (The Phantom of the Opera, 1925). Veja aqui (http://www.youtube.com/watch?v=pM0NTRM5R80&feature=related) a cena em que o Fantasma da Ópera é desmascarado, e a capacidade de "mudar de face" de Lon Chaney.


13) Douglas Fairbanks (1883/1939): chamado de "The King of Hollywood" por Clarke Gable, Douglas Faribanks foi casado com Mary Pickford (grande atriz do cinema mudo) e foi um dos fundadores da Universal Artists (grande estúdio de filmagens), em 1919. Seus filmes mais conhecidos são Intolerance (1916), A Marca do Zorro (1920), Os Três Mosqueteiros (1921), Robin Hood (1922) e A Máscara de Ferro (1929), entre outros. Já escrevi sobre ele, aqui: http://rogercinema.blogspot.com/2010/12/douglas-fairbancks-nasceu-em-1883-e-seu.html (7 de dezembro de 2010)


14) Louis B. Mayer (1884/1957): foi um dos maiores responsáveis pela criação da Metro-Goldwin-Mayer (MGM), criada em 1924 com a fusão da Metro Pictures Corporation (empresa criada por Mayer e Richard Rowland, em 1915) com a Goldwin Pictures Corporation (criada por Samuel Goldfish/Goldwin em 1916). Louis B. Mayer criou um padrão de filmes e um star sistem, nos EUA. Na foto abaixo, Mayer (ao centro, na frente), numa foto de 1943, com grande parte dos artistas da MGM:


15) Friedrich Wilhelm Murnau (1888/1931): um dos maiores diretores do cinema alemão, F.W. Murnau pertencia ao movimento expressionista alemão, e seu filme mais famoso foi Nosferatu, de 1922:


Essas 15 pessoas, entre pioneiros do cinema, diretores e artistas, talvez nem viessem a ser conhecidos, se não fosse o cinema. Mas, a questão é que todos eles tiveram suas vidas modificadas pelo cinema, e também o modificaram, modificando assim, o mundo. No próximo post veremos mais 15 pessoas, que nasceram antes de 1895, mas que tiveram suas vidas modificadas pelo cinema.

Pequena História do Cinema - Parte 2

Vimos que "cinema" é um conjunto de imagens, girando à grande velocidade, para dar impressão de movimento. Vimos, também, que desde a Antiguidade se procurava a forma como fazê-lo. E isso ficou ainda mais evidente, com a invenção da fotografia, no século XIX. Agora, seria possível fazer as imagens de pessoas se moverem, e não apenas desenhos. Um exemplo: a foto abaixo, vista de perto, representa o físico Albert Einstein. Mas, se você se afastar da tela do computador, uns 2 ou 3 metros, verá Marilyn Monroe:


É mais ou menos assim: imagine tirar várias fotos, em sequência, de um mesmo assunto, como um homem a cavalo, por exemplo. A sequência de fotos sairia assim:


Em seguida, imagine colocar essas fotos num aparelho que as faça passar rapidamente, diante de nossos olhos:


E pronto! Você acaba de descobrir qual o princípio do cinema, através do Zootrópio, inventado em 1834, por William George Horner:

video

Na verdade, o século XIX foi muito prolífico, na invenção de objetos que fizessem as imagens se mover. Mas o princípio sempre foi o mesmo. Então, por que dizem que os irmãos Lumière é que "inventaram" o cinema? Porque foram eles que fizeram a primeira sessão comercial de cinema, cobrando alguns centavos, de algumas pessoas, para ver um pequeno filme de alguns minutos. E há quem diga que Thomas Edison (norte-americano), fez isso primeiro. Vamos ver o "filminho" dos irmãos Lumière:

video

Auguste Marie Louis Nicholas Lumière (1862/1954) e Louis Jean Lumière (1864/1948), os Irmãos Lumière, promoveram a primeira sessão de cinema em 28 de dezembro de 1895. Por isso, essa data é considerada como a do início oficial do cinema. O filme foi chamado de Arrival of a Train at La Ciotat. Era curtinho, sem aparecer "personagens" e sem enredo. Apenas uma imagem em movimento. Mas mudaria a História, para sempre...Abaixo, os Irmãos Lumière:




Naquele dia (28 de dezembro), eles mostraram outros filmes, como Exiting the Factory ou Operários Saindo da Fábrica:


video


Eu já postei aqui, no dia 28 de dezembro de 2010, sobre esse filme. E fiz um link para que as pessoas o vissem com cores e som. Veja como muda:


video


* essa versão foi feita por Andy Kwietniewski


Esse vídeo me lembrou uma coisa: a cor e o som só viriam depois, para que o cinema fosse o que é hoje. No princípio, o cinema era preto-e-branco e mudo. No próximo post, vamos ver como o cinema foi se desenvolvendo, de 1895 em diante...



quarta-feira, 8 de junho de 2011

As 10 Maiores Atrizes do Século XX - Parte 1

Recentemente, no dia 6 de maio último, postei aqui, a lista das 20 Maiores Atrizes do Século XX. E agora, selecionei 10 entre elas, como "As Maiores". Os critérios, nesse caso, foram dois: 1) quantidade de filmes significativos e 2) beleza. A lista ficou assim:

1) Greta Garbo: Greta Lovisa Gustafson nasceu na Suécia, em 1905. Fez cerca de 30 filmes, nas décadas de 20 e 30. Morreu em 1990. Os principais foram: Anna Christie (1930), Grand Hotel (1932), Queen Christina (1933), Anna Karenina (1935), Camille (1937) e Ninotchka (1939).




2) Rita Hayworth: Margarita Carmen Cansino nasceu nos Estados Unidos, em 1918. Fez cerca de 65 filmes, entre as décadas de 30 a 70. Era chamada de "a deusa do amor". Morreu em 1987. Seus principais filmes foram: Blood and Sand (1941), You Were Never Lovelier (1942), Gilda (1946), The Lady From Shanghai (1948) e Salome (1953).




Abaixo:


video


Cena 1: em 1932, Greta Garbo participou do filme Grand Hotel, onde fazia o papel de Grusinskaya, a dançarina. Num dado momento do filme, acontece uma situação que a entristece, e ela pede para ficar sozinha ("I want to be alone"). 


A estrela Greta Garbo veio da Suécia para os Estados Unidos, e fez sucesso imediato. Mas ela era muito misteriosa e, misteriosamente, parou sua carreira no auge, e nunca mais fez filmes. Por isso, ficou conhecida pela frase "i want to be alone" ("eu quero ficar só"). Parece que a frase influenciou o caminho que a estrela daria para sua vida...


video


Cena 2: Rita Hayworth era, na verdade, a jovem estrela e dançarina Margarita Cansino. De todos os mais de 60 filmes que fez, o mais famoso foi, sem dúvida, Gilda. Em 1946, a atriz de cabelos ruivos apareceu em cena cantando e fazendo um strip-tease onde tirou apenas uma das luvas, mas o estrondo foi tão grande, que ela acabou marcando gerações, como a "deusa do amor". Ela chegou a reclamar que os homens dormiam com ela, imaginando estar com o personagem...


Rita Hayworth procurou desesperadamente o amor, sendo que casou cinco vezes. Uma dela com o ator e diretor Orson Welles e outra com o Príncipe Ali Khan. Mas nunca encontrou o tão sonhado amor. Acabou morrendo vítima do Mal de Alzheimer....