sábado, 4 de dezembro de 2010

D. W. Griffith

videoDavid Llewelyn Wark Griffith nasceu em 1875, no Kentucky (EUA). Seu pai foi coronel do Exército Confederado, na Guerra Civil Americana (1861/1865). Para entendermos melhor a influência dessa situação na vida de Griffith, vamos entender que:

No século XVII, começou a colonização dos Estados Unidos da América. Desde o início, o território foi dividido em colônias. Mas essas colônias não eram todas iguais: as do norte se desenvolveram rapidamente, tendo agricultura, comércio, indústrias, etc. E os trabalhadores dessas colônias eram homens livres e suas famílias (colônias de povoamento). Já as colônias do sul desenvolveram principalmente plantações de algodão, e o trabalho era, em sua maioria, escravo (colônias de exploração). Mesmo com a Independência dos EUA, em 1776, a situação não mudou. Foi o Presidente Abraham Lincoln (1809/1865), que decidiu acabar com a escravidão, estopim da guerra que mais estadunidenses matou (mais de 600 mil). Um deles foi o próprio Presidente...Os Confederados eram os que queriam manter a escravidão...

Como dizíamos, Griffith era filho de um coronel Confederado. Isso equivale a dizer que o pai dele defendia a escravidão e, provavelmente, era racista...E morreu em 1882, quando Griffith ainda tinha 7 anos.
Desde cedo, ele teve que ajudar no sustento da casa, tendo trabalhado numa loja de secos e molhados e em uma livraria. Depois, começou a escrever peças de teatro...
Em 1907, já em New Yok, Griffith trabalhou no filme "Rescued from an Eagle's Nest" e em 1908 começou a trabalhar na Biograph (Estúdio de Cinema). A Biograph foi a primeira a fazer um filme em Hollywood: "In Old California" (1910).
Griffith fez seu primeiro longa-metragem em 1914: "Judith de Betúlia", com Lilian e Dorothy Gish, além de Lionel Barrymore.
No ano seguinte, Griffith faria o filme mais famoso de sua carreira: "O Nascimento de Uma Nação", com John Ford e Lilian Gish.

Griffith mostrou, neste filme, o desenrolar da Guerra Civil Americana, e os acontecimentos posteriores. Mas foi duramente criticado, por mostrar a Ku Klux Klan como "heróis" e os negros como "vilões".

Em muitos lugares, "O Nascimento de Uma Nação" fez sucesso. Mas em outros, foi vaiado e gerou protestos. Assim, em 1916, Griffith dirigiu "Intolerância", como uma resposta aos que criticaram o filme anterior. Mas esse filme foi um fracasso de bilheterias...

Em 1919, Griffith se uniu a Charles Chaplin, Mary Pickford e Douglas Fairbancks para criar a United Artists.
Depois, ainda fez "Órfãos da Tempestade" (1921), "America" (1924), "Abraham Lincoln" (1930) e mais alguns, até encerrar sua carreira. D.W. Griffith faleceu em 1948.

Vídeo: cenas do filme "O Nascimento de Uma Nação" (1915)

Nenhum comentário:

Postar um comentário